Rumo a São Paulo

Eita, inda parece que foi ontem, maio de 2010… Meu coração batia acelerado, bagageiro carregado de sonhos, expectativas, livros e um montão de outras coisas. A gente nem sabia o que levar para uma vida de  aventureiros da estrada. Saimos carregados de muitas coisas, algumas delas deixamos no caminho outras nos acompanharam em toda a viagem.

O legal é que meus tripulantes foram entendendo aos poucos que para viver na estrada a gente de precisa de bem pouca coisa: pouca roupa, pouco calçado, poucos adereços… Na estrada o que eles realmente precisaram  foi de uma kombi-casa inteira, saudável… E do Chico claro, senão, quem é que faria a alegria da garotada?

Agora,  dois anos depois, já estamos no caminho de volta prá casa…

Hoje, logo cedo, fui levada a um estofador para refazer a capa do meu bagageiro que furou toda e a caixa de bonecos também precisava de uma forração nova. Tô aqui, feito garota quando vai  costureira:  estacionada, sem me mexer nem um pouquinho, enquanto do Donizete confere minhas medidas.

Fui!

Bibi! Fom! Fom!

One Comment

  1. Diego
    Posted 24/05/2012 at 9:05 pm | Permalink

    Gente, fico muito feliz pelo sucesso do,projeto. Espero que tenham transformado a vida de muita gente, inclusive as suas.

    Sucesso nos próximos quilômetros…

Post a Comment

Your email is never shared. Required fields are marked *

*
*