Category Archives: Histórias de Alice

Em terra de Patativa

Ah! Ontem subi a serra, e que serra! Passei pela floresta do Araripe, lá onde ainda vive Patativa, um pássaro sertanejo que todas as manhãs entoa lindas canções. Patativa já foi ave comum, mas agora só encontrado na floresta do Araripe e consta na lista dos pássaros em extinção. Rodei, rodei. Subi lombas, desci serras [...]

Um mundo de fósseis

Conta a história, que desde sempre a mãe natureza desde sempre gostara de ler e escrever, mas nem sempre existiu papel e nem homens que pudessem fazê-lo. Neste tempo, a mãe natureza, depois de catástrofes que exterminaram gerações e marcaram os períodos da evolução da vida na terra, em fósseis. Dizem que quando um arqueólogo [...]

Catedral de areia

O Ceará é muito, muito mais belo que qualquer descrição de José de Alencar. As praias cearenses preservam um aspecto selvagem, que certamente, as coloca entre as mais belas do mundo. Suas gentes, guardam o jeito cearense de ser. Que dizer das belezas de Tatajuba, com suas dunas de areia branca e bares com redes [...]

Cidade grande

Quando chego a uma cidade grande, ai meu Deus, quanto trânsito! Bii! Bii!! Fom! Fom! Griiiiinch! Zupt! Um carro se aperta ao outro, uns andam com mais pressa, outros estão mais estressados. Ai! Ai! Eu ando pelas ruas sem saber qual é o meu espaço, desconheço se devo virar à direita ou a esquerda, quando não, [...]

Segunda nunca é dia de feira – Descrição de um amanhecer.

<address><span style=”color: #008000;”>Segunda etapa da viagem</span></address><address><span style=”color: #000000;”>09/10 – segunda-feira</span></address><address>Segunda nunca é dia de feira – Descrição de um amanhecer.</address><address>Os primeiros raios da manhã penetraram a cortina clara da Kombi, invadindo nossa cama quase sempre desajeitada: ora, os acolchoados, usados para deixar o colchão de espuma mais macio, escapam para o lado; ora, as almofadas [...]

Na terra do sal

De onde vêm o sal? Claro que não é da prateleira do supermercado! Confesso: eu pensava que sal era coisa comum, tipo assim, vá até o mercado e pegue um quilo de sal. Pensava assim até chegar em Chaval, no Ceará e descobrir que estava hospedada entre salinas. E, por falar em salinas, ontem cheguei [...]

Jornal do Commercio: gente que vive como a gente

Sul do Pará – adentrando a região amazônica

Apesar da não evidência de uma amazônia selvagem, quando se chega ao Pará, têm-se a sensação de estar num lugar maior do que a si mesmo, familiar e estranho. A paisagem se modifica e a amplidão parece tomar conta do olhar que, pousado sobre uma árvores solitária no meio do pasto, se pergunta admirado: Meu [...]

Desvio na rota – chegamos ao Pará

Um pequeno desvio nos tirou da Belém – Brasilia direto para  Conceição do Araguaia, primeira cidade do Pará, visitada pelo histórias de Alice. Navegamos pelo rio, conversamos com beiradeiros. Almoçamos no Zé Piranha. Conceição do Araguaia foi berço da guerrilha do Araguaia no período da ditadura militar. Protagonistas dessa história vivem e são atuantes na [...]

A saga do Jalapão – a volta

Cheguei em Mateiros que era só pó. Fui arrumada rapidamente para me transformar em dormitório. Ninguém ousava falar de minhas dores. Na manhã seguinte fui procurar um mecânico que colocou uma macaco, arrancou o amortecedor estragado e sangrou o freio; disse que eu estava bem. Voltei para a pousada da Rosa e lá fiquei estacionada. [...]