Projeto

Quem somos

Somos um casal de fotógrafos que em 2010, trocou sua residência fixa em São Paulo, para viver, viajando pelo interior do Brasil, a bordo de uma Kombi que, em 2008, foi transformada em motorhome e recebeu de seus primeiros donos o nome de Alice (uma referência à obra literária Alice no Pais das Maravilhas).

  • Alice é uma Kombi blogueira, que gosta de contar histórias. É Alice no país da Emília. Tem como parceiros de viagem
  • Chico um boneco, amigo das histórias, animador da garotada. Com Alice, será responsável por despertar o sonho e a imaginação dos pequenos brasileiros em nossas viagens pelo interior do Brasil.
  • Franco Hoff é documentarista e fotojornalista.
  • Inês Calixto é educadora, fotógrafa e escritora.

O Projeto

Histórias de Alice, nasceu da decisão do casal de fotógrafos, Inês Calixto e Franco Hoff, de sair em viagem pelo Brasil a bordo de uma Kombihome (a Alice), fotografando histórias narradas por pessoas simples, investigando seu modo de ser e de viver.  Tem a pretensão de trabalhar a inserção cultural de comunidades do interior do Brasil, em três linguagens: a literatura, o cinema e a fotografia. Ao mesmo tempo compor uma coletânea de causos narrados pelos protagonistas (pessoas do lugar onde visitarmos) registrando seu modo de ser e fazer cultura.

Busca-se com este projeto coletar e investigar a origens de causos e mitos traduzindo-os em imagem seja por registro fotográfico ou em vídeo.

O projeto tem como objetivos:

  • Promover a inclusão cultural por meio de participação em oficinas de leitura e fotografia, hora do conto e sessões cinematográficas.
  • Coletar histórias e causos narrados pelos próprios protagonistas (pessoas das comunidades visitadas) registrando-os por vídeo, texto e fotografia.
  • Valorizar a cultura popular registrando por vídeos, fotos e filmes, projetos e sonhos pessoais singulares levados a cabo neste Brasil de muitos Brasis.
  • Entender o modo de vida das pessoas mais simples e sua relação com a arte, a música, a dança e a religião, o tempo, o lazer e o trabalho.
  • Publicar posteriormente três livros: um de fotografias intitulado Brasis do meu Brasil, outro de causos e contos Histórias de Alice e o diário de viagem relatando a experiência do casal em Retratista viajante

Nós em dezembro de 2009

Sair em uma viagem de três anos pelo interior do Brasil, sem endereço nem residência fixa é uma mudança de vida que exige coragem, desprendimento e abertura ao desconhecido…

Hoje primeiro de dezembro estamos aprendendo a repensar o nosso uso de espaços. Franco viveu o desprendimento antes de todos: olhou, chorou, enfim deixou ficar uma porção de coisas no ano de 2009. Elas serão levadas na memória. Outras acondicionou em caixas… Sabe-se que não poderá levá-las, mas isso lhe dará tempo para pensar no que fazer com elas… Será que as deixaremos também nas lembranças do ano de 2009?

No mês de dezembro, ainda cuidamos de pendências da Kombi como conserto do toldo e barraca, adesivos e funilaria.

Definimos  a rota com os primeiros contatos com as secretarias de cultura e municípios por onde pretendemos passar; buscamos patrocínios e apoios.

Nós em abril de 2011

Concluimos a primeira etapa da viagem pelo Rio São Francisco. Temos uma bagagem enorme de histórias, experiências… A estrada já não nos assusta. Aprendemos, aprendemos, aprendemos…

Estamos na etapa final, conclusão da região Sul do Brasil, feita com muita chuva…

A Alice já não é mais a mesma e nós também não…

Logo Alice

Nós em julho de 2011

Chegamos ao Pará. Antes, cruzamos o parque Estadual do Jalapão, no verão, época que a escassês de chuva, deixa a estrada com largos atoleiros de areia.

Agora em Marabá, estamos nos decidindo se enfrentamos ou não a transamazônica.

A Alice continua em pé, inteiraça como carro e muito confortável como casa.

Nós em fevereiro de 2012

Estamos a 3 meses de concluir a travessia Brasil. A Alice está a 10 dias na oficina em Goiânia, passando por revisão mecânica e aguardando peças. Ufa!! É uma espera longa, mas ela ficará novinha em folha. Nesta etapa da viagem a nossa conta bancária sofre uma séria depressão. A revisão da Alice mexeu com nossas reservas econômicas. Viajaremos os três últimos meses no “raso”, mas estamos felizes.

De Goiânia viajaremos para o Mato Grosso, Rondônia e Acre, de onde, retornaremos para São Paulo, em maio.

Nós em junho de 2013

Em trânsito para o Rio Grande do Sul onde faremos uma pausa para um encontro despedida com a família do Franco. Em agosto iniciaremos a viagem de volta ao mundo em 1825 dias. Acompanhe.